Fernando Correia Marques

Nome completo Fernando Correia Marques
País Portuguesa
Género ligeira portuguesa
Site oficial

FERNANDO ANTÓNIO CORREIA MARQUES de Matos, nasceu em Coimbra, na Sé Nova, às 16.15h do dia 18 de Outubro, sendo nativo do signo BALANÇA.
Separado, com 3 cachopos – Axel, Miguel e Rafael - com mais juízo que o pai, filho do Prof. Marques de Matos (O Homem das Leis do Futebol - diversas vezes premiado e agraciado pelo Governo Português) e de Maria de Lurdes Pereira Correia, foi com 3 anos para Lourenço Marques - Moçambique onde viveu, cresceu e aprendeu a ser Homem - até 1970, ano em que regressou ao Continente, para continuar os seus estudos, jogar futebol e outras coisas que nunca disse, mas que pensou.
Andou a estudar ou a fingir na Escola dos Olivais em Coimbra onde fez a 1ª classe (isto nas férias de um ano que gozou em Portugal - 1961/62), em Lourenço Marques na Escola João Belo - 1962/65 e no Liceu António Enes - 1965/70, Liceu Camões já em Lisboa - 1970/71, Escola Luís Camões -1971/74,Colégio Charrua em Algés - 1975/76, etc, etc.
Jogando no Boa Hora Futebol Clube, Atlético e Sporting Clube de Portugal, onde foi sempre o jogador nº 1 - (atenção...que era guarda-redes), deixou os futebóis efectivos, face a várias operações aos meniscos e outras..., mas nunca o abandonou de concreto.

Entrou para os quadros da Federação Portuguesa de Futebol em 1973 onde esteve de 1990 até 1998 no Departamento Técnico (Selecções Nacionais) tendo abandonado a FPF, por não concordar com os métodos pouco ortodoxos existentes ultimamente nos bastidores da mesma.
Paralelamente ao futebol, FERNANDO CORREIA MARQUES canta, compõe e escreve os seus próprios temas, ou a solo ou de parceria, obtendo grande sucesso junto de toda a camada de público.

Em 1970 começa a sua colaboração musical com Tó Maria Vinhas.
Em 1971 é vocalista do conjunto White Star.

Funda em 1972 o Trio Zumbaiar, com Tó Gonçalves e Maria Matos.

Em 1974 / 75 é um dos fundadores da Pró-Fapir, participando com o seu Grupo de Dinamização Popular (GDP- constituído por FCM-Tó Gonçalves e Cândida), juntamente com Zeca Afonso, José Mário Branco, Pedro Barroso, José Jorge Letria, Carlos Paredes, Vitorino, Fausto, Samuel, João Mota (Teatro Comuna), Tó Maria Vinhas, e muitos outros, em inúmeros espectáculos.


Em 1979, F.C.M. iniciou então uma carreira profissional musical a solo, assinando contrato com a Radio Triunfo onde se manteve até ao final de 1986.
Em 1987 muda-se para a Discossete onde esteve até ao início de 1995, ano em que assina com a Espacial, editora onde se mantém até hoje.
Em finais de 1995, juntamente com NUno Delgado (seu produtor dos clips), CArlos Vidigal Jr (o seu fotógrafo preferido) e FErnando Correia Marques, formam a NUCAFÉ a primeira Produtora de Som e Imagem, num sistema de marketing integrado, apoiando todos aqueles que queiram caminhar pelos caminhos da música em passos seguros.
Gostando de estar na vida e como na música...livre, F.C.M. tem construído o seu caminho, deixando amigos por onde passa.
Não gosta de falar de si...
Não gosta de entrevistas, pois acha que as perguntas são sempre as mesmas, não se falando de tudo o que de bom ou de mau a vida tem...
Não gosta de... gente falsa, hipócritas, nem de “vedetas”...
Os Amigos são e serão sempre os seus Amigos.
Em resumo, FERNANDO CORREIA MARQUES ao longo destes anos tem-nos dado e mostrado coisas simples e bonitas.

As Melhores Faixas

O Burrito 1

O Burrito

Carocha do Amor 2

Carocha do Amor

À Portuguesa 3

À Portuguesa

Ai Linda Minhota 4

Ai Linda Minhota

A Foca 5

A Foca

És Um Anjo 6

És Um Anjo

Paixões Ardentes 7

Paixões Ardentes

A Pulga E Eu 8

A Pulga E Eu

Rosa Desfolhada 9

Rosa Desfolhada

Uma Pedra No Meu Sapato 10

Uma Pedra No Meu Sapato

Os Melhores Álbuns

À Portuguesa
À Portuguesa
faixas
ai quem foi
ai quem foi
faixas
Carocha do Amor
Carocha do Amor
faixas