CIMDOURO apresenta documento com investimentos estratégicos na Assembleia da República


A direção da Comunidade Intermunicipal do Douro esteve no dia 1 de outubro, na Assembleia da República, onde foram auscultados pelos vários grupos parlamentares. O organismo esteve ainda reunido com o Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Segundo nota informativa, o encontro com os grupos parlamentares do PS, PSD, CDS-PP e Verdes “serviu para formalizar a entrega do documento com os Investimentos estratégicos para o Douro e vincar aquilo que, no entender dos 19 municípios da CIMDOURO, deve ser tomado em linha de conta no Plano de Recuperação e Resiliência, em preparação pelo Governo da República e em análise pelos grupos parlamentares”.

A CIMDOURO adianta que a requalificação e a internacionalização da Linha do Douro, a construção do IC26, que pretende ligar o IP4, em Amarante, ao IP2, em Trancoso, passando por Mesão Frio, Régua, Lamego, Tarouca, Moimenta da Beira e Sernancelhe, e o projeto da praia fluvial “Douro’s Inland Waterway” 2020 que servirá para transformar o rio Douro numa “autoestrada” fluvial contribuindo ainda para uma alternativa de transporte sustentável e limpa, foram alguns dos investimentos estratégicos apresentados.

A Comunidade Intermunicipal fez-se representar pelos Presidentes Carlos Silva Santiago, Nuno Gonçalves, Domingos Carvas, José  Manuel Gonçalves e pelo Secretário Executivo, Eng. Paulo Noronha, e aguarda, agora, com “muita expetativa” o resultado das reuniões, “e a possibilidade do fundo de resiliência abrir novas perspetivas ao interior do País”.